Tyler, as letras do Criador colocaram um estudante do Alabama em apuros

Tyler, as letras do Criador colocaram um estudante do Alabama em apuros

Um estudante da University of South Alabama foi acusado de fazer uma ameaça terrorista após rabiscar as letras de Tyler, the Creator no campus.

De acordo com um queixa criminal Jack Aaron Christensen, de 21 anos, é acusado de escrever matar pessoas, queimar merda, foder a escola, saudar satanás 666, louvar ao diabo em um flip chart em uma biblioteca. As palavras de abertura foram tiradas de Tyler, a música Radicals do Creator de 2011, e foram escritas por volta de 11 de setembro, que marcou o 18º aniversário dos ataques de 11 de setembro.

A faixa abre: Aviso aleatório! / Ei, não faça nada do que eu digo nesta música, ok? / É uma porra de ficção / Se alguma coisa acontecer, não me culpe, porra, branco da América.

Esta não é a primeira vez que as letras do músico causam conflito legal. Em 2012, o coletivo Odd Future de Tyler foi proibido de se apresentar em um festival da Nova Zelândia devido ao conteúdo lírico. Dois anos depois, o grupo foi novamente bloqueado e considerado uma potencial ameaça à ordem pública pela agência de imigração do país. Em 2015, Tyler era banido do Reino Unido por Theresa May porque sua presença no Reino Unido não foi considerada favorável ao bem público. Após a renúncia de maio no início deste verão, o rapper tweetou : ela se foi, estou de volta.

Tyler recentemente fez seu primeiro show no Reino Unido desde que a proibição foi suspensa - depois que sua última tentativa deu errado. Durante o show, o músico se referiu a May como aquela vadia (que) me baniu, então no final do show disse: Eu não retiro nada do que eu disse. Eu nunca vou me desculpar. Eles podem chupar meu pau ... Estou muito feliz por estar de volta.

Ouça Radicals abaixo.