The Manhattan é nosso coquetel oficial da véspera de Ano Novo - Aqui está a receita perfeita

The Manhattan é nosso coquetel oficial da véspera de Ano Novo - Aqui está a receita perfeita

O Manhattan parece o coquetel perfeito para a véspera de Ano Novo. A bola caindo e os confetes voando são literalmente a momento icônico de toda a celebração do NYE (desculpe West Coasters). E em anos sem pandemia, as festas em toda a ilha para comemorar o Ano Novo são inigualáveis. Com a maioria de nós ainda em quarentena para a mudança de 2020-2021, isso é o mais perto que você provavelmente vai chegar da Times Square.



Para os foliões caseiros, o Manhattan é um coquetel muito facil misturar. Melhor ainda, é preciso muito pouco esforço para fazer repetidas vezes enquanto você refina a receita para o seu paladar, fica cada vez mais tonto e disca aqueles misturar habilidades em casa . Na verdade, tudo se resume a um bom bourbon, vermute doce e bitters de Angostura com um pouco de laranja e algumas cerejas de qualidade.



Mesmo se você perder NYE, marque isto para janeiro. É leve, cheio de vibrações de inverno (graças aos bitters) e um coquetel muito satisfatório para dominar.

A verdadeira beleza desta bebida é que você pode torná-la sua. Enquanto alguns bartenders gostam de usar Orange Bitters com Angostura, eu prefiro óleos de laranja frescos ao invés do coquetel. Sou apenas eu. Outras receitas pedem centeio forte. Isso é legal. Prefiro o meu com um bom bourbon. Quer ter tudo sob medida com um vermute doce italiano chique de que ninguém nunca ouviu falar? Têm-no! Brinque! Riff! Experimentar!



Vamos começar a mixar.

Relacionado: O Boulevardier é o coquetel de férias perfeito, aqui está a nossa receita

The Manhattan

Zach Johnston

Ingredientes:



  • 3 onças bourbon
  • 1,5 onças vermute doce
  • 4 traços Angostura Bitters
  • Casca de laranja
  • Cerejas Luxardo Maraschino
  • Gelo

Vamos falar sobre os ingredientes básicos. Uma proporção de 2: 1 é a melhor aposta para manter o equilíbrio em uma boa Manhattan. Estou usando padrão Woodford Reserve Bourbon . É feito para ser um bourbon burro de carga que é bom como sorvete e bom como batedeira. Não é exatamente barato, mas também não é muito caro, pois cai no $ 30 a $ 40 intervalo dependendo de onde você mora.

Quanto ao vermute doce, estou usando Martini Rosso. Não, não é chique. Mas, é super acessível e faz o trabalho para $ 10 a garrafa .

A partir daí, gosto de usar uma borrifada de óleos de laranja onde outros bartenders podem usar Orange Bitters. Os óleos de laranja, eu acho, adicionam mais profundidade. Além disso, você pode esfregar esses óleos em todo o vidro, criando uma experiência mais completa.

Por último, não economize nas cerejas. As cerejas Luxardo ou Amarena são obrigatórias. Um, eles são mais escuros e mais doces. Dois, eles adicionam mais à bebida com sua natureza xaroposa.

Você precisará:

  • Coupé, copo de coquetel ou Nick e Nora
  • Jarro de mistura
  • Colher de bar
  • Filtro
  • Descascador de frutas ou faca de emparelhamento
  • Jigger

Método:

Zach Johnston

O primeiro passo é configurar a estação de mixagem com tudo. Então eu encho meu cupê com gelo para pré-resfriá-lo.

Em seguida, adiciono o bourbon, o vermute doce e o bitters na jarra de mistura.

Zach Johnston

Encho aquele jarro até a metade com gelo e começo a mexer.

Zach Johnston

Eu acabo mexendo por cerca de 30 segundos ou até que a parte externa da jarra esteja completamente congelada e o nível do coquetel tenha dobrado. Também experimento o coquetel neste momento para manter o equilíbrio.

O meu estava um pouco picante, então acrescentei mais uma colher de vermute doce e mexi por mais dez segundos. Eu testo novamente. Perfeito.

Zach Johnston

Vamos construir este coquetel! Eu removo o gelo do cupê e coloco o Manhattan no vidro.

Eu, então, descasco um polegar de casca de laranja de uma laranja bonita. Eu borrifo o óleo sobre a tigela do copo e, em seguida, esfrego o óleo ao redor da borda e da haste do cupê. Isso ajudará a criar uma experiência completa ao beber a bebida.

Por último, uso minha colher para pescar duas cerejas. Eu não os espeto. Gosto das minhas cerejas no copo com uma ou duas gotas da calda, pois adiciona um toque de doçura esbelta à bebida. Isso também significa que você ganha um pequeno agrado no final do coquetel.

Conclusão:

Zach Johnston

Eu poderia beber dez desses. Eles são tão suaves, cheios de especiarias, carvalho, vegetais, laranja, nozes, frutas secas ... são como vibrações de inverno em um copo. Também é muito fácil de saborear.

A clareza do bourbon ao lado do apimentado dos bitters e da laranja que levam àquele final de cereja doce é tudo que você precisa agora em uma bebida. Eu fiz outro imediatamente.