MC iraquiano-canadense Narcy explica o perigo das falsificações profundas da Internet

MC iraquiano-canadense Narcy explica o perigo das falsificações profundas da Internet

No episódio desta semana de Festa do Povo , Talib Kweli e Jasmin Leigh sentaram-se com o rapper e ativista Narcy para um amplo bate-papo que abordou tudo, desde o poeta muçulmano Rumi e o Islã no hip-hop até o trabalho de direção de Narcy em alguns dos vídeos favoritos de Kweli. Já na conversa de quase 90 minutos, a conversa voltou-se para o vídeo muito viral e cheio de falsos de Narcy para Thoughts and Prayers, onde vemos Narcy relançado no meio de alguns dos momentos mais capazes de memes da internet.

Não precisei fazer muito, apenas enviei algumas imagens minhas em uma tela verde e vasculhei o YouTube e encontrei todos esses momentos ou personagens capazes de memes que são controversos na sociedade e me coloquei nessas situações, diz Narcy, observando que o a facilidade de fazer o vídeo e a natureza problemática de ser capaz de se apresentar como qualquer outra pessoa ou etnia fizeram com que ele percebesse o quão perigosa a tecnologia falsa pode ser nas mãos erradas. Você pode enquadrar qualquer um. Você pode atirar em um assalto a banco inteiro e Deus me livre colocar a cara de Kweli no cara, e então isso pode ir a tribunal, e quem vai provar que isso é real ou errado. É uma tecnologia interessante, divertida, mas também perigosa. Você pode fazer isso em dois minutos no seu telefone agora, imagine onde estaremos em 10 anos.



Veja a discussão completa no Festa do Povo com Talib Kweli (a conversa profunda e falsa começa na marca de 29 minutos) acima e confira o vídeo para os pensamentos e orações de Narcy abaixo.